Chardonnay is the new black

Ela já foi visita ilustre nos jantares finos da década de 1960, na sua terra natal, a Borgonha, mas começou a frequentar os almoços mais cotidianos, jantares despretensiosos e festas mais populares do planeta das décadas de 1980 e 1990. Tornou-se, digamos, uma figurinha fácil demais. Hoje, a uva Chardonnay tenta tirar o excesso de maquiagem para voltar a capturar o interesse dos apaixonados por vinho.

Chardonnay é a uva branca mais conhecida do mundo e provavelmente a mais fácil de cultivar. Tornou-se popular entre os fabricantes de vinho justamente porque se dá bem nos mais diversos locais e climas e pode gerar vinhos de qualidade minimamente razoável com alguma facilidade. Tanta facilidade, no entanto, levou a eventuais exageros. Muita gente diz que os Chardonnays foram sendo tão "produzidos" que acabaram perdendo suas melhores qualidades. Começando pelo excesso de adição de madeira que provocou uma inundação de vinhos baratos, indefinidos e definitivamente amanteigados nos Estados Unidos, Argentina, Chile e Austrália entre 1980 e 1990.

O que se esconde por trás de tanta maquiagem, no entanto, é a incrível versatilidade da uva Chardonnay. Fácil de ser cultivada, sim, e adaptável tanto às regiões mais quentes como mais frias, produz vinhos que se deixam impregnar pela qualidade do terroir de forma única. Os que vem de climas mais quentes tendem a ser mais "tropicais", com perfumes de abacaxi e de pêssego e um toque (apenas!) amadeirado. Aqueles produzidos em regiões mais frias, por sua vez, são mais frescos e ácidos, com aromas que lembram maçãs verdes. O tipo de solo também conta, claro, e em alguns lugares dá origem a vinhos minerais e puros. Os Chablis são um bom exemplo disso.

Depois de décadas de massificação, o desafio é preservar a capacidade de expressão do terroir que as uvas Chardonnay possuem e, para isso, os produtores vem apostando em métodos de produção com muito menos intervenção. A questão do apreciador é experimentar e descobrir as infindáveis nuances desse vinho!

A versatilidade da uva Chardonnay não se resume apenas ao clima e ao solo, mas inclui as mais diferentes combinações gastronômicas. Carnes claras, como frangos e peixes e pratos com frutos do mar, queijos fortes, peixes defumados e comidas bem temperadas, de modo geral, são acompanhamentos clássicos.

Chardonnays como o Los Boldos Cuveé Tradition Chardonnay 2014 você encontra na nossa adega, venha conhecer!

Sobre RBG Vinhos

A RBG Vinhos foi fundada em 1998, em São Paulo. Sua vocação: procurar continuamente oportunidades no mundo do vinho, buscando sempre aliar qualidade e bons preços. Seus clientes recebem semanalmente uma newsletter com as melhores sugestões e promoções. Se também quiser receber as recomendações de Ricardo Bohn Gonçalves, cadastre seu email ao lado.
RECEBA NOSSA NEWSLETTER


Se beber, não dirija. Aprecie com moderação.
A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.

+55 11 3676-1781
rbgvinhos@rbgvinhos.com.br