5 coisas que você deve saber sobre os vinhos portugueses!

Ah, a Terrinha! Seja na região do Douro ou às margens do rio Tejo, Portugal está entre os mais importantes produtores de vinhos do mundo. E os vinhos portugueses estão chegando com boas oportunidades por aqui. Quer saber mais sobre o estilo português de produzir vinhos? Confira aqui!

 

  • A terra do Vinho do Porto.

Assim como o champagne, na França, o Vinho do Porto é um dos orgulhos de Portugal, junto com a comida típica, o fado, os azulejos... A definição mais rápida é que o Porto é um vinho fortificado, quer dizer, ao qual se adicionou álcool, para interromper o processo de fermentação. O resultado é um vinho adocicado, em geral servido antes ou depois das refeições (pense em queijos!). Todo Porto deve ser produzido com uvas provenientes da Região Demarcada do Douro, na região norte do país e existem pelo menos 10 estilos, do rubi ao branco, cada um você pode apreciar de um jeito, no verão ou no inverno, até com pedrinhas de gelo! Apesar de várias uvas serem permitidas na fabricação dos bons Portos, em geral são preferidas Tinta Roriz, Tinta Barroca, Tinta Cão, Touriga Francesa e Touriga Nacional. Durante séculos, o Douro foi a terra do Vinho do Porto, hoje, no entanto, vem produzindo alguns dos melhores tintos de Portugal, em geral, com as mesmas uvas nativas da região.

 

  • Vinho verde

É brincadeira! O vinho verde não é verde, mas pode ser branco, tinto e rosé! Os vinhos produzidos na região demarcada do Minho, noroeste de Portugal, ganham esse nome pela juventude, pelo frescor quase efervescente e acidez tão característicos, o que os tornam o acompanhamento perfeito para os pratos típicos da cozinha regional, como a bacalhoada. Em geral são produzidos em pequenas propriedades, não passam por barricas e os tintos ainda são raros de encontrar fora de Portugal. Até recentemente, eram consumidos internamente, pouca coisa se exportava. Hoje, fala-se em revolução no setor vinícola em Portugal, e, como resultado, os vinhos verdes andam ganhando a atenção dos apaixonados, sobretudo aqui no Brasil, são refrescantes e fáceis de beber mesmo em pleno verão. Procure pelas uvas Alvarinho e Loureiro. A Sogrape, a Quinta do Soalheiro e a Quinta da Covela são produtores renomados desses vinhos.  

 

  • Reconhecimento recente

Apesar de produzir vinhos desde a expansão romana, no século III a.C, e do seu Vinho do Porto ser reconhecido em todo mundo desde o século XVII, há apenas duas décadas Portugal vem dando uma guinada em direção à qualidade. A globalização e a entrada dos portugueses na União Europeia, favoreceu investimentos tecnológicos e culturais em várias promissoras regiões do país. O tema é amplo e vale um post inteiro, mas vale à pena ficar de olho nos vinhos do Douro e nos alentejanos.

 

  • Valorização das castas nativas

As uvas nativas são outro orgulho dos portugueses. E são inúmeras! A estimativa é de que existam mais de 250 variedades de uvas autóctones, entre tintas e brancas!  Claro, as uvas estrangeiras internacionalmente tradicionais, como Merlot, são cultivadas aqui e ali, mas isso é raro. O foco é a produção de vinhos típicos a partir de castas e variedades nativas ou cultivadas no país desde os tempos dos romanos e fenícios, como a Touriga Nacional, Touriga Franca, Trincadeira, Aragonês, Baga, Castelão, Alvarinho, Arinto, Fernão Pires, Encruzado e muitas outras! Ou seja, prepare-se para experimentar!

 

  • Queridinho do Brasil

Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Comércio Exterior e Serviços, Portugal já ultrapassou a Argentina e só fica atrás do Chile na exportação de vinhos para o Brasil. Isso tudo com as barreiras dos impostos brasileiros que chegam a atingir mais de 80% sobre o valor dos produtos que não são provenientes do Mercosul. A tendência é que o número de litros importados de lá só aumente!

 

Leia mais:

Minúsculo Dicionário de Palavras Fundamentais do Mundo do Vinho

Tudo sobre Cabernet Sauvignon

A marca registrada de Bordeaux, o corte bordalês

Vinhos de corte: o melhor de cada uva

Château Andriet e os Bordeaux Supérieurs

Sobre RBG Vinhos

A RBG Vinhos foi fundada em 1998, em São Paulo. Sua vocação: procurar continuamente oportunidades no mundo do vinho, buscando sempre aliar qualidade e bons preços. Seus clientes recebem semanalmente uma newsletter com as melhores sugestões e promoções. Se também quiser receber as recomendações de Ricardo Bohn Gonçalves, cadastre seu email ao lado.
RECEBA NOSSA NEWSLETTER


Se beber, não dirija. Aprecie com moderação.
A venda de bebidas alcoólicas é proibida para menores de 18 anos.

+55 11 3676-1781
rbgvinhos@rbgvinhos.com.br